Atribua o erro só ao seu praticante, não aos seus pais, familiares, religião, raça ou nacionalidade, pois, assim não caímos na injustiça.