Um bom pai deve ser “comandante do exército” e ao mesmo tempo “Chefe dos palhaços” sabendo onde aplicar a dureza e a onde a mansidão, pois só assim que é possível erguer filhos obedientes, responsáveis e humanos.