Fatwa Diário (407)

 

 

P: O que você diz sobre um homem que se divorciou de sua esposa e arranjou outro homem que se casou com ela e depois se divorciou dela sem relação sexual, segundo o que ela disse, vale para o ex-marido ou não?

R: Se o primeiro divórcio foi composto por três, então ela não é lícita para seu primeiro marido até que ela se case com outro homem, um casamento de desejo (natural), não um casamento programado, teve relações sexuais com ela.

No dito do Todo-Poderoso: {E se ele se divorciar dela, então ela não é lícita para ele depois disso até que ela se case com outro} [2/ 230] Consta na interpretação de casamento: Relação sexual.

Ā’ishah (que Allah esteja satisfeito com ela) relatou: A esposa de Rifā’ah al-Qurazhi veio ao Profeta (que a paz e as bênçãos de ALLAH estejam com ele) e disse: “Eu estava com Rifā’ah al-Qurazhi, e ele se divorciou de mim e foi um divórcio irrevogável. Então eu me casei com ‘Abdur-Rahmān ibn Az-Zubayr, e ele tem apenas uma franja de roupa. O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele) sorriu e disse: “Você quer voltar para Rifā’ah? Não até você provar a doçura dele e ele provar a sua doçura (ter relações sexuais).”

(Bukhári e Musslim)

{Fatwas do Comitê Permanente de Pesquisa Acadêmica e Iftá}