Fatwa Diário (410)

 

P: Casei-me com minha prima há cerca de três meses, e eu acreditava que ela era virgem, e paguei o dote com base nisso. Na noite do casamento, ela me disse que não era virgem, que ela havia perdido a virgindade aos treze anos depois de cair do telhado da casa, e todos os familiares sabem disso, mas eles esconderam esse assunto de mim, o marido, e a fizeram casar como uma virgem.

Eu não a acusei de nada, e concordei com ela em esconder das pessoas, tivemos relações sexuais, mas foi por insistência dela; Mas esse assunto me fez estranha-la, e eu mal podia suportá-la depois disso.

Há perguntas que quero a resposta: 1- O contrato de casamento é considerado inválido porque o tutor dela escondeu de mim?

2- Qual é o julgamento sobre a relação sexual neste caso, é considerado adultério, e se for adultério, qual é a solução nisso?

3- Posso divorciar-me dela, especialmente porque me tornei incapaz de suportá-la, nem de sua família, após esta questão?

R: Se o guardião fez o casamento legalmente, então o casamento é válido, e o contrato não se torna inválido devido ao acontecimento da menina, e sua relação com ela não é considerada adultério.

Quanto ao divórcio, é permitido caso seja necessário.

{Fatwas do Comitê Permanente de Pesquisa Acadêmica e Iftá}